28 de abril de 2005

?/R


Às vezes não consigo parar
tenho que parar de pensar demais
por que tenho esta mania
que consigo controlar tudo o que se passa à minha volta
talvez para me proteger se algum dia algo acontecer?

ninguém consegue controlar

é um mecanismo persistente
que automaticamente entra em acção
e me deixa alerta

mas para quê ficar alerta?

o que tiver que acontecer
acontece
e aí sim
tenho que me proteger de mim mesmo
da força silenciosa do vento que me arrasta para o fundo

mas essa
nem hoje consigo controlar

[dou respostas às minhas perguntas
é um diálogo constante dentro de mim:
?
R
?
R
ando à procura do monólogo]

6 comentários:

Anónimo disse...

andarás à procura do monologo ou do dialogo com a voz que fala dentro de ti... às vezes temos que estar atentos, essa voz diz-nos coisas maravilhosas...

beijo até breve

Anónimo disse...

Compreendo-te tão bem!!!!Não imaginas quanto...
p.s. vamos fazer um jantar na última noite da queima, queres ir?no restaurante 27 em Matosinhos!vai o pessoal fixe!!eheheeh
beijinho grande

Daniel Aladiah disse...

Querida Mojo Pin
O auto-controlo, quando existe, é muito difícil de desligar e eu sei do que falo.
Um beijo
Daniel

Lubau disse...

... Passadas 3 semanas e muitas idas à loja de informática, o vírus foi vencido :). No outro dia “desapareci” pois o vírus bloqueou-me o pc... sorry!

A ilusão de controlarmos os nossos passos faz com que por vezes tropecemos nos mesmos. Não deixa de ser reconfortante, pensar que temos o controlo total das nossas vidas. Planos e mais planos nas nossas cabeças... mas como nos diz a velha máxima – “Queres fazer Deus sorrir!?... conta-lhe os teus planos”.

Mentalidade do povo brasileiro: day-by-day!

R/!

Take Care*

mr pavement disse...

primeira passagem pelo código de barras.

parabéns pelo registo. boas sonoridades.

os melhores cumprimentos.

Anónimo disse...

Olá!
Os meus parabéns pelo blog.
Reparei que a Sofia te convidou para o jantar de sabado no "27".
Como ela própria disse, vai pessoal fixe....e eu também vou! :o)
Mesmo assim tás à vontade para aparecer. Beijinhos