24 de dezembro de 2009

Feliz Natal

Vamos esmiuçar bem o Natal. Boas festas para todos.

20 de novembro de 2009

Brutus the Bear

Se há coisas extraordinárias no mundo, esta é uma delas.

5 de novembro de 2009

The Swell Season

Strict Joy
Glenn Hansard e Markéta Irglová juntos são The Swell Season. Depois do sucesso conseguido com a premiada banda sonora de Once, filme de John Carney também com a participação dos dois músicos, chega até nós Strict Joy.

In These Arms


Use the truth as a weapon
To beat up all your friends
Every chink in the armor
An excuse to cause offense
And the boys from the hallways
Calling out your name
And true love will find them in the end

You were restless
I was somewhere less secure
So I went running to the rope
And so now this
The long list of places I was
I quit my rambling and I came home

Cause maybe I was born to hold you in these arms
Maybe I was born to hold you in these arms

Use your saints
And your mantra
And your things to keep you calm
If you stay without a soul
It's gonna do you harm
There's a voice singing loudly on the radio
Just for you
And good fortune will find him in the end

Maybe I was born to hold you in these arms
Maybe I was born to hold you in these arms
Maybe I was born to hold you in these arms
Maybe I was born to hold you in these arms


Há ainda um vídeo excelente para um não menos conseguido Low Rising.

9 de outubro de 2009

One of these things first

As palavras são escolha criteriosa de Nick Drake, vestidas das vozes de Piers Faccini e Camille.



I could have been a sailor, could have been a cook
A real live lover, could have been a book.
I could have been a signpost, could have been a clock
As simple as a kettle, steady as a rock.
I could be
Here and now
I would be, I should be
But how?
I could have been
One of these things first
I could have been
One of these things first.

I could have been your pillar, could have been your door
I could have stayed beside you, could have stayed for more.
Could have been your statue, could have been your friend,
A whole long lifetime could have been the end.
I could be yours so true
I would be, I should be through and through
I could have been
One of these things first
I could have been
One of these things first.

I could have been a whistle, could have been a flute
A real live giver, could have been a boot.
I could have been a signpost, could have been a clock
As simple as a kettle, steady as a rock.
I could be even here
I would be, I should be so near
I could have been
One of these things first
I could have been
One of these things first.

29 de setembro de 2009

92 Anos

Quero chegar assim à sua idade, como a vejo todos os dias. Com sapiência, tolerância, espírito crítico, humor, presença e principalmente com aquela palavra que diz no momento certo, na hora exacta, que nos suporta e nos faz tomar as decisões mais sábias. Ainda só vivi 28 dos seus 92 anos, 64 deles conheço-os pelas fotografias escassas guardadas nos sacos rotos antigos e pela riqueza das histórias guardadas na sua memória, que ganham vida nas palavras que profere de uma forma tão intensa. Todos os dias consigo encontrar mais uma razão para admirá-la mais um pouco, não é difícil. Quero seguir os seus passos, quero aprender mais consigo, quero que saiba que quero ter 92 anos e ser como a avó.


Parabéns.

14 de setembro de 2009

Eles fazem uma ilha

a alegria de são tomé A alegria de São Tomé. Os sorrisos contagiantes que ainda hoje estão comigo.

20 de agosto de 2009

Rumo ao Equador

Deixo-vos algumas expressões em crioulo forro. Espero, quando voltar, poder ensinar-vos outras. Até para a semana.

Seja lovadu! - Seja louvado (saudação)
Bom dja ô - Bom dia
Bos tadji ô - Boa tarde
Boj notxi ô - Boa noite
Que nomi bo e? -Como se chama?
Nomi mu sa Joana - Chamo-me Joana

17 de agosto de 2009

7 de agosto de 2009

São Tomé

Dia 21 estaremos com os pés em São Tomé.

15 de junho de 2009

Save the Whales

Cria a tua baleia e deixa-a seguir caminho até ao Japão. Por uma boa causa, a baleia MojoPin já partiu e a baleia Fragmagens já vai a meio do percurso. Agora só falta a tua.

29 de maio de 2009

Theatro Circo, Braga - Andrew Bird



Novamente perto do palco e com o telemóvel a brilhar.

20 de maio de 2009

Coliseu do Porto - Antony and the Johnsons




O meu humilde telemóvel capta grandiosidades.

Obrigada por este lugar.

Bilhete Antony" ...poison me with your love"

20 de abril de 2009

Old Jerusalem - Arduinna and the Science Boy

Arduinna and the Science Boy

Her hair soft hanging, head down in a tired bliss
We´d walked a long way and I had a sense she´d planned all this
Though her hands carressed now mine in warm intimacy
It was strange to feel a smile so new so close to me

The place is known, all faces are familiar
Her effort´s clear, the timing´s right: I´m here and so is her...
Still a thin thought bubbled ´neath the warmth of this fresh noose:
It´s a mere 3 days since we´ve been formally introduced...

God, a kid,
But I was even then,
The template of the man I´d be
A growing seed
Of uneasy awe
Towards the things I saw as me
He built their house, they´re married now, they attend mass
He´s a science boy, he used to burn things with his magnifying glass
I see him still, I know he knows, it´s in his eyes
We never talk now, we simply get on with our lives

We was mentioned then, a "zealous friend", in your abetting words
We rightly sad our innocence but it just felt worse
Your love grew deep for me the shallower mine for you
And to this day I don´t know quite what I was supposed to do

God, a kid
I am even now
Never grew somehow to be
The blossomed seed
Of calm and wise repose
Daily craved by those who´ve come to love me

2 de abril de 2009

Blogue novamente tomado de assalto [com as devidas desculpas]

Tudo para dizer que, se Francisco Silva tem Two Blessing Birds, eu tenho um, a quem ofereço os de Old Jerusalem.
Foi pelo próprio que ficámos a saber que este ano traria um novo trabalho, aquando de um concerto em Espinho. Depois disso, já em Matosinhos, chegámos a ouvir alguns temas que ainda estavam a ser trabalhados. E se os álbuns anteriores já justificavam o interesse pelo que os seguiria, o pouco de novo que Francisco Silva mostrou nesse final de tarde, no Cine-Teatro Constantino Nery, só serviu para aumentar essa curiosidade. Sai para as lojas a 6 de Abril, mas pode chegar mais cedo às mãos de quem o quiser.
Ao Código de Barras já chegou. Agora é ouvir.

16 de março de 2009

Great Lake Swimmers

Moving Pictures Silent Films

Oh wake me please when this is over
Oh when the ice is melted away
And the hunger returnsI will be the same, but older
And maybe twice the bear
That I thought I was
Where have you been,
And what have you done?
I've been under the ground
Eating prayers from this old book I found
Under the ground
Saving it up, and spending it all
On moving pictures
Silent films
Moving pictures
Silent films
Or is this the dream I've been saving?
Oh where the heart beats slower and slower
To almost nothing
Almost nothing
Almost nothing
I took it for love
Or at least something beautiful
Out there in the spotlight
But I turned around suddenly,
Turned around squinting
And saw
That it was headlights
And then the truth, the truth was unbearable
Oh, and imminent
Bearing down on these two shadow animals
Caught painting a dotted line
Caught painting a dotted line
Caught painting a dotted line
Where have you been?
And what have you done?
I've been under the ground
Eating in prayers from this old book I found
Under the ground
Saving it up
And spending it all
On moving pictures
Silent films
Moving pictures
Silent films

(Post Scriptum. uma banda para o Moinhos)

11 de março de 2009

Código de Barras







Bar Code Revolution é uma empresa Japonesa especialista em criar códigos de barras. Imaginação não falta.

8 de março de 2009

O que se pode dizer à dor?
Deixar que as lembranças falem por si.


Tia, obrigada por tudo.

6 de março de 2009

Curiosidades

O besouro rinoceronte (Oryctes rhinoceros) é o mais forte de todos os animais. Vive na América do Sul. Este insecto surpreendente pode erguer 850 vezes o seu próprio peso. Se fossemos tão fortes como este besouro, poderíamos erguer três elefantes - um peso equivalente a 12 toneladas.

22 de fevereiro de 2009

14 de fevereiro de 2009

From The Basement


O conceito é fechar um músico e os seus instrumentos numa cave
.Entre os muitos e bons convidados, surge Andrew Bird. Daqui para a frente o texto deixa de interessar. Onde está o play?

3 de fevereiro de 2009

O Calendário

Acordo para mais um dia. Este dia que agarro com ambas as mãos, com a força de um leão. No calendário é só mais um dia. Risco-o com uma cruz, mal definida como as linhas da vida. Incertas, desbotadas e frágeis. Passava por ele e não era foco da minha atenção. Nunca o foi. Ainda marcava Setembro de 2008. Tanta vez olhei mas não vi, como aquelas coisas que estão mas não estão e acabam por passar despercebidas. Tanta coisa que estava lá. O relógio parado há anos, a carta que escreveste em cima do baú, a planta não regada, a fotografia sem moldura, o lápis por aguçar e o beijo por dar. Folheei-o até à data de hoje e tudo começou com a cruz incerta como a minha vida. Porquê eu? Porquê a minha vida a desmoronar? Porquê o meu calendário a terminar? Dei corda, reli-a e guardei-a, reguei-a, emoldurei-a e agucei-o para poder riscar os dias seguintes. Guardei-o para to poder dar, ainda hoje. O beijo que devia ter saído de mim há muito tempo e o qual já te devia pertencer. Todos os dias uma nova cruz. Dias do calendário vividos como deveria ter vivido toda a minha vida. Todos os dias uma nova cruz, até o carvão do lápis acabar.

30 de janeiro de 2009

o meu dicionário

Fim-de-semana, s. m. espaço de tempo que decorre desde o beijo das dezanove horas de sexta-feira, de um longo acordar de sábado com o esboço do teu sorriso até domingo à noite com o toque dos teus lábios quando os olhos repousam na almofada.

29 de janeiro de 2009

A Bola - Orlando Mesquita



Porque há coisas que valem mesmo a pena ver.

27 de janeiro de 2009

Código de Barras

Passaram os meus anos, passou o teu aniversário e eu sem postar. Muitas vezes à espera que as palavras saíssem, outras vezes saíam disparadas mas o tempo era pouco para as agarrar. A verdade é que sinto saudades de me sentar e estar um bocado contigo. O teu 4º aniversário. Apesar de as palavras não terem estado presentes, estão todos os dias sentidas por mim. Tenho muito orgulho em ti. Nestes 4 anos partilhámos, lutámos, chorámos, vencemos, sorrimos, crescemos, apaixonámo-nos, sentimos saudades, abraçámos os amigos, visitámos as suas casas e convidámo-los para a nossa. Trouxeste-me o melhor da vida, a felicidade. És o meu cantinho, o que dá vida às minhas palavras e forma aos meus sentimentos. As tuas barras têm-me bem presa, os códigos, com maior ou menor frequência, acabarão sempre por aqui aparecer.

6 de janeiro de 2009

1 de janeiro de 2009

Ano novo, os votos do costume

Saúde e paz. O essencial para que a felicidade pareça ao alcance.