15 de novembro de 2005

Antropomorfismo

Antropomorfismo (Zool.) - tendência para interpretar os hábitos dos animais segundo os hábitos e sentimentos humanos.

O antropomorfismo é hoje em dia um dos erros mais frequentes na nossa sociedade.
John Holmes diz: O cão não é "quase humano" e não conheço maior insulto à raça canina do que descrevê-la de tal maneira.

Os cães derivaram do lobo, são seres irracionais e têm de viver numa hierarquia com regras rígidas: existindo o dono que é o líder e os restantes membros da família têm sempre que se encontrar acima dos seus cães a nível hierárquico. Isto, para nos salvaguardar mas também para proteger os cães. Muitas vezes, estes são abandonados porque ferraram a membros da família...e porquê? Na maioria das vezes deve-se a uma má conduta de ensinamentos por parte do dono, ou porque a socialização do seu animal não foi bem feita e também muitas vezes por culpa do temperamento do cão.
A questão é: os cães são seres instintivos, isto temos sempre que ter em conta em qualquer animal...agora, no que podemos agir correctamente temos que nos empenhar e não "antropomorfizarmos" os nossos cães. Eu adoro animais, adoro o meu cão, tenho muita confiança nele...mas tenho apenas 99% de confiança, os 1% ficam para mim na minha conduta perante o meu cão.
Muitos cães já foram abandonados e abatidos porque os donos nunca pediram ajuda quando viam que os seus cães estavam a ter comportamentos errados. Há pouco tempo um Golden Retrivier com um ano de idade foi "quase" abandonado porque ferrou numa criança...com este panorama pensa-se: "o cão tinha mau temperamento"...a verdade é que ele vivia numa casa com muitas condições, durante o seu crescimento, como todos os cães, ele teve episódios em que destruía quase tudo que via à frente (principalmente em jardins) e a dona não deve ter gostado de ter ficado sem as plantas...logo, passou a ficar fechado o dia todo e a dona dizia: "eu não percebo, eu saía com ele ao Domingo"...ao domingo???...no comments. Outro aspecto importante é estar sempre de olho no cão quando há crianças por perto...porque as crianças não são santinhas, puxam as orelhas aos cães, dão beliscões, dão pontapés...pode ter sido muita coisa...mas é mais um exemplo. Ter animais não é fácil, não é sair com eles ao Domingo, é preciso tempo, disponibilidade e gosto.

Coisas que me irritam profundamente:
- os cães dormirem na cama do dono com o focinho na almofada do lado
- os tótós, os lacinhos, os penteados
- darem chocolates/antropomorfizarem os cães na alimentação (nem imaginam o que é que a teobromina que existe no chocolate faz aos cães)
- acordar a meio da noite para ir cobrir o cão
- um cão que rosna e se atira a todas as pessoas que entrem na casa do dono ( e este não fazer nada)
- campeonatos de beleza canina
- acima de tudo existirem extremismos (como mandar vir leite de avião porque o cão só bebe daquele leite específico)

Um cão não quer ser tratado como um humano.

2 comentários:

1entre1000's disse...

Muito bom post!!!! Sim senhor, gostei de ler... avontade quer me dá é imprimir o teu post e cola-lo no elevador do meu prédio... por estas bandas toda a gente tem um cão e fazem cada atrocidade... mau para os animais e para o resto das pessoas...

deni disse...

Adorei!
Estou escrevendo um trabalho justamente sobre isso - eis como cheguei no blog, diga-se de passagem!

Gostei muito do seu blog...bom gosto em tudo...Parabéns!!