2 de novembro de 2005

Big Fish


The man tells his stories so many times that he becomes the stories.
They live on after him.
And in that way, he becomes immortal.

(Will Bloom)

6 comentários:

Menphis_Child disse...

Lindo filme, bonito, poético, para pensar da maneira como nos relacionamos com os pais.
Vi o filme e adorei tanto que comprei logo o livro, já o leste ?

Norm disse...

Ainda não vi.... mas fiquei curioso!
Finalmente estou a actualizar os endereços... vou linkar-te lá no tasco!

Beijinhos!

Mojo Pin disse...

menphis_child: o filme foi talvez dos filmes mais lindos que vi até hoje, adorei e adoro o filme...o livro por acaso ainda não o li, devia-o ter lido antes de ver o filme, assim trabalhava mais a minha imaginação...mas acho que se o filme é tão rico o livro vai ser algo mesmo especial. Obrigada pela dica, vou hoje à fnac e vou comprá-lo:)*

norm: vê:) e obrigada*

1entre1000's disse...

Excelente!!! É ó termo, quanto a mim, adequado a este filme!!! :)

lup51 disse...

mojo pin

manda-me a tua morada, nome e apelido, please, para te mandar convite para apresentaçao do livro

manda para lup51@hotmail.com

cat cafë disse...

este filme é sem dúvida um dos melhores que eu já vi. é uma obra prima de uma dos meu realizadores favoritos, com um dos melhores actores da sua geração no papel principal (falo do Ewan Mcgregor, mas tb podia estar a falar do Albert Finney, que interpreta a mesma personagem, mas mais velho -na geração anterior)
confesso que ainda não li o livro, que é com toda a certeza um turbilhão para a imaginação... Tim Burton conseguiu construir um mundo maravilhoso e lindíssimo, deixando, como faz sempre, transparecer o seu toque e o seu estilo. mas desta vez acho que o fez de forma mais sublime, mais pura e limpa, sem a sua face mais dark. interpreto como uma tentativa de dar ao filme mais do próprio filme do que de si próprio, mas mantendo, como já disse, o subtil toque Timburton.
a história é simplesmente fantástica. o efeito, quer visual, quer emocional é excelente. é impossível nao sair da sala de cinema maravilhado com universo que acabou de nos ser apresentado, e ao mesmo tempo, a reflexão que inevitavelmente se segue....

"Most men, they'll tell you a story straight true. It won't be complicated, but it won't be interesting either."
no fundo é isto que a literatura na sua essência: oferece-nos uma imagem que poderíamos encontrar de outra forma, mas transformada numa forma mais interessante :)