19 de novembro de 2007

Como foste parar a esse banco?

Quando me disse que estava internado no Magalhães Lemos não quis acreditar. Imagino-o sentado naquele Hospital. Um banco, o fumo do seu cigarro e alguns meses ainda por passar. Sem vida, sem o sorriso da sua filha e sem as pessoas que ama. Fiquei em pânico. Imaginar um amigo naquele local rodeado de um futuro incerto...talvez sem percepção. Os olhos dela enchiam-se de lágrimas enquanto me contava. E eu, sem reacção, perdida nas palavras, envolvida nos meus pensamentos, à procura de respostas para os ajudar. Isto mexe comigo. Sempre mexeu. Dentro de mim tudo gritava. O medo de poder caminhar para algo crónico, sem retorno, aflige-me. Como se a marcha atrás não existisse. Consumia haxixe desde muito novo. Hoje mais velho está sentado num banco de um hospital. Imagino-o a dizer: "Só consumo isto, drogas pesadas nem pensar, isto não faz mal a ninguém." Bastou-lhe esta droga leve para o deixar pesado provavelmente para o resto da vida. Diagnóstico: Psicose Tóxica devido ao consumo excessivo e prolongado de Cannabis. Duração: Incerta. Só depois de se suspender o consumo é que será possível diagnosticar uma doença psiquiátrica, como a esquizofrenia. Dói. E dói porque não acontece só aos outros. Como foste parar a esse banco? Ela falou-me na mudança dos teus comportamentos. Que já não te via. Que tinha medo de ti. Medo do teu novo eu. Pediste uma pistola com oito balas para matares cada um deles e em seguida matar-te-ias. Dizias que eras Deus. Cuspias no chão da sala dizendo que estavas no meio da rua. O haxixe deixou-te nesse banco. Ela visita-te todos os dias, tens uma grande mulher. Está assustada. O medo persegue-a...medo que não te tragam de volta. Esse banco onde te sentas pode dar-te uma grande lição. Pode ser o banco das oportunidades. A última oportunidade de voltares a viver são e consciente de ti.

Penso em vocês todos os dias.

7 comentários:

Carriço disse...

O comentário dirá sempre pouco do que eu achei deste teu texto.

Beijos enormes

1entre1000's disse...

(glup) Perturbador...

joquinhas disse...

bem...quase que deixava o mesmo comentário que o teu mais que tudo!...
lindo texto e ao mesmo tempo tão forte... muito sinceramente acho que devia ser mostrado a muita gente. por todos os motivos!!!

Menphis_Child disse...

De facto, é verdade, um comentário apenas não dirá nada do que senti ao ler este texto. Fiquei de lágrimas nos olhos e arrepiei-me todo.

Carla Sousa disse...

Sente-se a tua tristeza em cada palavra, nas frases curtas que parecem ainda inacabadas... Apesar da beleza do texto, acredito que preferisses não ter de o escrever.

Fica bem*

Piqui disse...

Muito bom o texto.
Muito má a verdade do seu conteúdo.

Beijo.

LB disse...

Amiga tão lindo como colocas em palavras o que te move... ninguém o faria como tu. És linda!!! E o q escreves é como tu.